Filosofia e Música: O Canto Inumano de Orfeu- Com Guinga, 9 de outubro de 2017.

 

Há milênios antes da nossa era, os deuses prepararam uma grande festa: havia surgido Orfeu, o primeiro mortal capaz de manipular as cordas - a voz e a lira - em nome da própria vida. Surgiu, então, a música e a poesia, cujo encanto parava pássaros no céu, dobrava a copa das árvores, acalmava o mar e as feras. Ao longo dos séculos, a terra produziu poucos encantadores dessa linhagem: Guinga é um deles. Nesta noite, os professores Ana Beatriz Antunes e Luame Cerqueira desenvolverão o tema da criação artística e receberão um dos maiores compositores brasileiros, Guinga, que estará presente executando algumas de suas belas canções.
 

Veja aqui o evento do facebook.  

Para ver a banda passar: Filosofia, Música e Coisas de Amor - 24 de julho de 2017.

 

O trovador, com violão rouco e à toa na vida, nem moço como sua dádiva, nem velho como a própria solidão, trouxe a pergunta definitiva, prenhe de visões: O que será, que será? O que será que resiste aos atropelos da roda-viva, às frontes alheadas, vagas, que conspira através do pileque homérico que bagunça o mundo, que faz o pensamento errar e crescer por canções vida afora? Queimem cidades, violem orgulhos e a graça da flor, cesse a liberdade - a verdade é que amores serão sempre amáveis. Nesta noite, a filosofia não terá outro destino senão o poeta e suas coisas de amor, seja você quem for, seja o que Deus quiser. Os professores de Estética e Filosofia da Arte Ana Beatriz Antunes e Luame Cerqueira assinam o roteiro e desenvolverão o problema filosófico. A banda será formanda por grandes nomes: Tomás Improta (piano e direção musical), Marcelo Martins (sax) e Christian Gazzetta (bandoneon). Além disso, teremos a participação especial de Gabriel Ruiz. A iluminação será dos cineastas Xabier Monreal e Fernanda Vogas (que já participou de projetos de Lars von Trier e Paco de Lucía). Produção de Gabriella Lange.

Uma Homenagem a Chico Buarque de Hollanda.

Veja aqui o evento do facebook. 

Alice em festa: pensamento e involução - 7 de dezembro de 2015

 

Alice desliza pelas entranhas da terra e, enquanto cai, vira tudo pelo avesso. Alice é um vírus que infesta, nos dobra e nos torce, em suma, nos faz involuir. Seria ela o codinome do pensamento? Não há lições em suas aventuras, apenas cortes, sustos, risos e transmutações corporais... É lá que a potência criadora da vida sobe à superfície e apresenta sua face inumana. A terra translúcida: eis Alice em festa. Os professores de Estética e Filosofia da Arte Ana Beatriz Antunes e Luame Cerqueira assinam o roteiro e desenvolverão o problema filosófico. Tivemos a presença de Tomás Improta no piano, também assinando a direção musical. Ainda, contamos com Ronaldo Diamante no contrabaixo, Christian Gazzetta no bandoneon e a nossa convidada internacional, a cantora e atriz alemã Nina Ernst. A iluminação e o cenário foram dos cineastas Xabier Monreal. e Fernanda Vogas (que já participou de projetos de Lars von Trier e Paco de Lucía).

Veja aqui o evento do facebook. Veja aqui o teaser. Veja aqui o cartaz.

Robinson Crusoé ou a ilha deserta - 09 de novembro de 2015

 

Tempestade em alto mar. Quando naufragamos e, sós, deparamo-nos com uma terra desconhecida, inabitada, não há nada que nos exija a linguagem, a educação, nada que reconheça nossa pose e espelhe nossa humanidade. Os professores de Estética e Filosofia da Arte Ana Beatriz Antunes e Luame Cerqueira assinam o roteiro e desenvolvem o problema filosófico. Ainda, contaram com a presença de Paulo Russo, um dos maiores contrabaixistas do mundo, também assinando a direção musical, com Aleska Russo no violoncello, Emile Saubole na percussão, Idriss Boudrioua no sopro, Carla de Paula e Luan Limoeiro (bailarinos da Escola Oficial de Dança do Theatro Municipal. A iluminação e o cenário foram dos cineastas Xabier Monreal e Fernanda Vogas (que já participou de projetos de Lars von Trier e Paco de Lucía).
 

Veja aqui o evento do facebook.

 

Medeia: Filosofia e Tragédia - 30 de março de 2015

 

Amor, ódio, êxtase: correntes que nos atravessam e nos abandonam. Quando nos deparamos com nossos próprios limites demasiado humanos, o que fazer para vencer ou vingar o destino? Os professores de Estética e Filosofia da Arte Ana Beatriz Antunes e Luame Cerqueira assinam o roteiro e desenvolvem o problema filosófico. Ainda, contaram com a insólita voz da grande soprano Gabriela Geluda e o talentoso Pablo de Sá no violoncelo. A iluminação e o cenário foram dos cineastas Xabier Monreal e Fernanda Vogas (que já participou de projetos de Lars von Trier e Paco de Lucía).

 

Veja aqui o evento do facebook para mais informações.

 

A noite das cordas: dos fios que seguimos às linhas que nos arrastam - 22 de dezembro (Rio de Janeiro) e 19 de maio (São Paulo) de 2015

Ora o entendimento nos prevê caminhos e, anestesiados, atravessamos nossa existência, ora somos nós que somos atravessados pela espontaneidade da vida. Daí, os fios que antes nos prendiam a um dado destino se convertem em cordas musicais, produzindo eternos desvios. Os professores de Estética e Filosofia da Arte Ana Beatriz Antunes e Luame Cerqueira desenvolveram o problema filosófico e contaram com as cordas do maior contrabaixista do Brasil, Paulo Russo, da talentosa Aleska Henriques no cello e do Alberto Chimelli  (Rio) e Tomás Improta (SP) no piano. E, ainda, com a poderosa voz da cantora Folakemi. A iluminação e o cenário foram dos cineastas Xabier Monreal e Fernanda Vogas (que já participou de projetos de Lars von Trier e Paco de Lucía).

 

Veja aqui (Rio) e aqui (SP) o evento do facebook para maiores informações.

 

O amor em 3 atos: o amor ideal, o amor amoral e o amor impessoal - 1 de dezembro de 2014

 

Filosofia & Arte realizou uma sessão do Laboratório de Experimentações Filosóficas para os alunos da Escola Sesc, na Barra, no teatro da instituição. Ana Beatriz Antunes e Luame Cerqueira receberam Christian Gazetta no bandoneon, as cantoras Ninas Ernst e Luísa de Carvalho e o pianista Tomás Improta. A iluminação e o cenário foram de Xabier e Fernanda Vogas.

 

 

Do outro lado do espelho: o que Alice viu e não conseguiu contar - 17 de novembro de 2014

 

O jogo do sentido começou. Não há caminho de volta para casa. Quem quiser entender os acontecimentos perderá a cabeça. Caímos para cima. Crescemos, diminuindo... Geleia na véspera e amanhã, nunca hoje. Está perdida, Alice? Corra, as cartas te perseguem! Seque seus olhos, não há tempo a perder. Você nunca acordará desse sonho. Contou com a participação do grande saxofonista Fernando Trocado, da bailarina Rocio Infante e o ator Danilo Menegale.  Pedro Diaz cuidou da atmosfera da noite com elementos sonoros, luz e cenário.

 

 

Lembranças de um feiticeiro: Para além do que se vê 20 de outubro de 2014

 

Porque, como diz Deleuze, "pensar é seguir a linha de fuga do voo da bruxa", é se conectar à natureza pelo o que ela tem de força metamorfoseante, é extrair do mundo o que se presta à dança e à aventura, rompendo com o que está estabelecido, ao que se adapta aos juízos morais e se presta ao reconhecimento. Participação especial das cantoras Folakemi (Inglaterra) e Nina Ernst (Alemanha) e do harpista Marco Antônio Monteiro.

 

Veja aqui o evento do facebook para maiores informações.

 

Rachar ou morrer: F. S. Fitzgerald e o Jazz-  29 de setembro de 2014

 

Como provocar rachaduras nos hábitos que nos condenam apenas a sobreviver? Improvisar é o princípio do jazz, do pensamento e da natureza, porque a vida mais intensa jorra fora das veias e é preciso abrir-se para conquistá-la. Os professores de Estética e Filosofia da Arte Ana Beatriz Antunes e Luame Cerqueira desenvolveram o problema filosófico e contaram com o show de banda de jazz formada por grandes nomes da cena carioca. Alexandre Carvalho na guitarra, Paulo Russo no contrabaixo, Fernando Trocado no sax e Roberto Rutigliano na bateria.

 

Veja aqui o evento do facebook para maiores informações.

 

A Revolução das Imagens - 18 de agosto de 2014

 

Há uma revolução que sempre escapa a história das revoluções; é a mais urgente, embora seja imperceptível; é inexplicável, se bem que plena de sentidos. Dramatização desde a escravização das imagens (no organismo, na representação, na subjeticvação) até a preparação de sua libertação - sua vocação intrinsecamente artística. Com performance de Ionesco, imagens do Nosferatu de Murnau, danças (de Fred Astaire a Pina Bausch), poesia, música antiga, Artaud, contos e exposição do problema pelos professores Luame Cerqueira e Ana Beatriz Antunes.

 

O Falso: a mais inocente das verdades - 04 de agosto de 2014

 

Porque atrás de uma máscara há sempre outra máscara...
Com apresentação ao vivo de Christian Gazzetta no Bandoneon, projeção de imagens cinematográficas e de delírios da natureza, poesia, contos e exposição do problema pelos professores Luame Cerqueira e Ana Beatriz Antunes.

 

 

Estrangeiros - Os sem nome, sem rosto, sem lugar, sem século -  19 de julho de 2014


Estranhos, incompreendidos, fazedores de inutensílios, anunciadores de um novo povo?  Acima de tudo, criadores. Os artistas inauguram uma nova espécie, única em seu gênero, composta por apenas um indivíduo - ele mesmo. Luame Cerqueira e Ana Beatriz Antunes explorarão o problema, aliando-se à filmes, contos, músicas e pinturas.

 

 

O povo brasileiro -  21 de junho de 2014

O Brasil pensado pela sua força desviante e não pelas supostas características estabelecidas. De Glauber a Villa-Lobos, dos tupinambás ao avião... Teremos apresentação ao vivo do violonista Ian Faquini, que nos inundará com o melhor da nossa música brasileira, quebrando as barreiras entre o popular e o erudito. Luame Cerqueira e Ana Beatriz Antunes explorarão o problema do 'povo', passando por filósofos, cineastas, pintores e músicos, com a participação especial de Serguei Monin.

 

 

Das tempestades - 07 de junho de 2014

A noite será consagrada ao poder metafísico da natureza de destronar as ordens vigentes - naturais, humanas, mentais, sociais, geográficas e afetivas. Shakespeare, Bandeira, Greenaway, Turner, Tchaikovsky. Haverá exibição de imagens cinematográficas e pinturas, recitação de poemas e reprodução de música, entrecortados pela explicitação do problema por Luame Cerqueira e Ana Beatriz Antunes.


Das solidões e dos duplos! - 24 de maio de 2014

Seria possível haver um duplo nosso sem semelhança? 
Seria ele a sombra do Eu? Quando as muitas almas que nos povoam se silenciam, quando nosso Eu asfixia essa riqueza incomensurável, que tipo de solidão floresce? Jacques Brel e coração partido; Beckett e o duplo que desfalece; Borges e 
o outro: quem é o impostor? Haverá exibição de um curta-metragem, recitação de um poema e reprodução de músicas, entrecortados pela explicitação do problema por Luame Cerqueira e Ana Beatriz Antunes.


A vida na pedra -  10 de maio de 2014

Das catedrais góticas às dobras infinitas do mármore da escultura renascentista: a vida não-orgânica atravessando coisas e seres, liberando a potência da sensação para além e para aquém do homem. Bernini e a paixão inscrita na pedra, o demônio de Tartini, um coro de Mahler e a música acentrada de Alban Berg. Haverá reprodução de músicas, apresentação audiovisual de artes plásticas e explicitação do problema por Ana Beatriz Antunes e Luame Cerqueira.


O mundo sem testemunhas - 26 de abril de 2014

Imagens, imagens, imagens! Dos turbilhões ao infinito, da matéria ao tempo, do caos ao espírito! Em busca do universo sem a percepção humana, passaremos pelo cinema experimental materialista do último século, pela poesia de Murilo Mendes, o pensamento fílmico de Wim Wenders, a estranha solidez de Cézanne e a divindade de Borges. Preparado para se perder?


Pequenos acontecimentos maiores que eventos grandiloquentes - 12 de abril de 2014

Gestos colorantes, luz e sombra, a delicadeza de Vermeer, o desenquadramento de Degas, regados à música impressionista, cruzados com contos de Fitzgerald e outros amigos intempestivos. Haverá reprodução das músicas, projeção de pinturas e narração de contos, entrecruzados pela exposição do problema pelos professores.


Labirintos e veredas que se bifurcam - 29 de março de 2014

Mergulharemos no universo a-centrado de J. L. Borges, vagando entre o tempo e a eternidade... Haverá apresentação ao vivo de Christian Gazzetta, tocando Astor Piazzolla no bandoneon e exposição do problema pelos professores. 


Vida: para além do bem e do mal - 15 de março de 2014

Quando um poema de Manuel Bandeira, uma música de Leonard Cohen e um conto de Bioy Casares apontam para o incomunicável paradoxo das sensações, a vida não pode mais cair na justificação moral da existência. Com execução da música, declamação do poema e breve narração do conto, entrecruzados pela exposição do problema pelos professores.

 

 

O amor como afeto - 15 e 22 de fevereiro (duas sessões) de 2014

“O amor é uma questão de tempo. De nada adianta
encontrar a pessoa certa cedo ou tarde demais.”
(Wong Kar Wai - cineasta)


Quando um curta de Wong Kar Wai, uma música de Chico Buarque e uma novela de Bioy Casares se atravessam e explicitam que um afeto é inatualizável, e nem por isso deixa de ter a maior das intensidades. Com exibição do filme, execução da música e breve narração do conto, entrecruzados pela exposição do problema pelos professores.

Sessões do Laboratório de Experimentações Filosóficas

  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Twitter

© 2019 por Filosofia & Arte Produções Culturais